A CLOROQUINA FUNCIONA?

Quando começou a pandemia da Covid, pesquisadores do mundo inteiro se mobilizaram em busca de antivirais. Remédios utilizados para outras doenças e com algum efeito antiviral começaram a ser testados. Entre esses, a cloroquina, usada contra a malária, mostrou-se altamente eficaz no controle da infecção pelo coronavírus in vitro. Ou seja, quando aplicada em culturasContinuar lendo “A CLOROQUINA FUNCIONA?”

A TERRA JÁ FOI UM INFERNO, MAS NÃO DUROU MUITO!

A origem da Terra é estimada em cerca de 4,5 bilhões de anos. Durante o início do nosso planeta havia um mar de lava e as temperaturas eram elevadíssimas. Esse período inicial da Terra é chamado de Hadeano (que significa Deus das profundezas, inferno). Por muito tempo, a ciência admitiu que tal condição durou meioContinuar lendo “A TERRA JÁ FOI UM INFERNO, MAS NÃO DUROU MUITO!”

TODOS OS CORONAVÍRUS DO MUNDO CABERIAM EM UMA LATA DE REFRIGERANTE!

Para calcularmos o volume de coronavírus existentes no mundo precisamos inicialmente responder três questões: 1) quantos coronavírus há em cada pessoa infectada? 2) quantas pessoas estão infectadas? 3) Qual o volume de cada coronavírus? Quantos coronavírus há em cada pessoa infectada? Um estudo estimou que a quantidade de coronavírus (SARS-CoV-2) no pico de carga viralContinuar lendo “TODOS OS CORONAVÍRUS DO MUNDO CABERIAM EM UMA LATA DE REFRIGERANTE!”

O VENTO QUE VEM DO SOL

O Sol emite um fluxo constante de partículas energéticas para todo o espaço ao seu redor. É o chamado vento solar! São toneladas de elétrons, prótons e partículas alfa que atingem até 750 quilômetros por segundo. Essa chuva de partículas pode causar danos em aparelhos eletrônicos e em nosso material genético e de outros organismos.Continuar lendo “O VENTO QUE VEM DO SOL”

NOVO BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (24/09/2021)

André Eterovic (CCNH-UFABC), andre.eterovic@ufabc.edu.br Introdução O conhecimento do estado da pandemia de COVID-19 em diferentes escalas espaciais e temporais pode subsidiar a tomada de decisões referentes a tentativas de minimizar seus efeitos adversos. A parametrização de modelos que permitem a estimativa de cenários futuros para esse manejo depende de dados robustos, nem sempre disponíveis. RegistrosContinuar lendo “NOVO BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (24/09/2021)”

BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (26/02/2021)

André Eterovic (CCNH-UFABC), andre.eterovic@ufabc.edu.br Introdução O conhecimento do estado da pandemia de COVID-19 em diferentes escalas espaciais e temporais pode subsidiar a tomada de decisões referentes a tentativas de minimizar seus efeitos adversos. A parametrização de modelos que permitem a estimativa de cenários futuros para esse manejo depende de dados robustos, nem sempre disponíveis. RegistrosContinuar lendo “BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (26/02/2021)”

OS ATRAENTES NECTÁRIOS: FORMIGAS E ARANHAS AJUDAM AS PLANTAS A PRODUZIREM MAIS FRUTOS?

O néctar é uma substância rica em açúcares secretada por certas plantas. Frequentemente observamos beija-flores e abelhas explorando flores em busca desse alimento altamente energético. Ao ingerirem néctar, esses animais frequentemente “se sujam” com o pólen das flores e os transportam para outras, possibilitando assim a reprodução do vegetal. O que poucos sabem, é queContinuar lendo “OS ATRAENTES NECTÁRIOS: FORMIGAS E ARANHAS AJUDAM AS PLANTAS A PRODUZIREM MAIS FRUTOS?”

A FOTOGRAFIA DE UM ÁTOMO

Imagem de um único átomo de estrôncio com carga positiva obtida em uma câmara de vácuo, conhecida como armadilha de íons.O átomo fica retido pelos campos magnéticos que emanam de duas agulhas de eletrodos. Quando iluminado por um laser da cor azul-violeta, o átomo absorve e reemite partículas de luz que pode ser capturada pelaContinuar lendo “A FOTOGRAFIA DE UM ÁTOMO”

A REVOLUÇÃO DE GALILEU E A RESISTÊNCIA À CIÊNCIA

O telescópio foi inventado na Holanda no início do século XVII. Foi Galileu Galilei, em 1609, quem fez o primeiro uso científico desse instrumento, apontando-o para o céu.Galileu aperfeiçou o telescópio, obtendo um aumento de 8 a 30 vezes. Isso permitiu uma série de observações que incluem:- crateras da Lua- fases de Vênus- luas deContinuar lendo “A REVOLUÇÃO DE GALILEU E A RESISTÊNCIA À CIÊNCIA”

BUG, BUGOU, BUGADO! DE ONDE VÊM ESSAS PALAVRAS?

Em inglês a palavra “bug” se refere a insetos ou invertebrados similares. Porém, no mundo inteiro “bug” se refere a um defeito, falha ou erro que provoca o mau funcionamento de um computador.O termo “bug” para descrever defeitos antecede os computadores e faz parte do jargão da engenharia desde o século XIX. Em 1947 osContinuar lendo “BUG, BUGOU, BUGADO! DE ONDE VÊM ESSAS PALAVRAS?”