NOVO BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (05/03/2021)

André Eterovic (CCNH-UFABC), andre.eterovic@ufabc.edu.br Introdução O conhecimento do estado da pandemia de COVID-19 em diferentes escalas espaciais e temporais pode subsidiar a tomada de decisões referentes a tentativas de minimizar seus efeitos adversos. A parametrização de modelos que permitem a estimativa de cenários futuros para esse manejo depende de dados robustos, nem sempre disponíveis. RegistrosContinuar lendo “NOVO BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (05/03/2021)”

BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (26/02/2021)

André Eterovic (CCNH-UFABC), andre.eterovic@ufabc.edu.br Introdução O conhecimento do estado da pandemia de COVID-19 em diferentes escalas espaciais e temporais pode subsidiar a tomada de decisões referentes a tentativas de minimizar seus efeitos adversos. A parametrização de modelos que permitem a estimativa de cenários futuros para esse manejo depende de dados robustos, nem sempre disponíveis. RegistrosContinuar lendo “BOLETIM INGÊNUO – COVID-19 (26/02/2021)”

OS ATRAENTES NECTÁRIOS: FORMIGAS E ARANHAS AJUDAM AS PLANTAS A PRODUZIREM MAIS FRUTOS?

O néctar é uma substância rica em açúcares secretada por certas plantas. Frequentemente observamos beija-flores e abelhas explorando flores em busca desse alimento altamente energético. Ao ingerirem néctar, esses animais frequentemente “se sujam” com o pólen das flores e os transportam para outras, possibilitando assim a reprodução do vegetal. O que poucos sabem, é queContinuar lendo “OS ATRAENTES NECTÁRIOS: FORMIGAS E ARANHAS AJUDAM AS PLANTAS A PRODUZIREM MAIS FRUTOS?”

A FOTOGRAFIA DE UM ÁTOMO

Imagem de um único átomo de estrôncio com carga positiva obtida em uma câmara de vácuo, conhecida como armadilha de íons.O átomo fica retido pelos campos magnéticos que emanam de duas agulhas de eletrodos. Quando iluminado por um laser da cor azul-violeta, o átomo absorve e reemite partículas de luz que pode ser capturada pelaContinuar lendo “A FOTOGRAFIA DE UM ÁTOMO”

A REVOLUÇÃO DE GALILEU E A RESISTÊNCIA À CIÊNCIA

O telescópio foi inventado na Holanda no início do século XVII. Foi Galileu Galilei, em 1609, quem fez o primeiro uso científico desse instrumento, apontando-o para o céu.Galileu aperfeiçou o telescópio, obtendo um aumento de 8 a 30 vezes. Isso permitiu uma série de observações que incluem:- crateras da Lua- fases de Vênus- luas deContinuar lendo “A REVOLUÇÃO DE GALILEU E A RESISTÊNCIA À CIÊNCIA”

BUG, BUGOU, BUGADO! DE ONDE VÊM ESSAS PALAVRAS?

Em inglês a palavra “bug” se refere a insetos ou invertebrados similares. Porém, no mundo inteiro “bug” se refere a um defeito, falha ou erro que provoca o mau funcionamento de um computador.O termo “bug” para descrever defeitos antecede os computadores e faz parte do jargão da engenharia desde o século XIX. Em 1947 osContinuar lendo “BUG, BUGOU, BUGADO! DE ONDE VÊM ESSAS PALAVRAS?”

A “CURA” DE UM PSICOPATA!

O neurocientista James Fallon é casado, pai de três filhos e professor da Universidade da Califórnia, nos EUA. Na tarde de outubro de 2005, Fallon estava examinando algumas imagens de PET, que mostravam padrões da atividade cerebral (VER https://www.facebook.com/entendamaisciencia/posts/158194668895591 ) Ele observava várias imagens de cérebros incluindo os de esquizofrênicos, depressivos, assassinos e os de pessoas semContinuar lendo “A “CURA” DE UM PSICOPATA!”

OS MAIORES E OS MENORES VÍRUS DO MUNDO

Os megavírus estão entre os maiores vírus conhecidos do planeta. O Megavírus chilensis, que infecta amebas, possui uma cápsula de 440 nanômetros* de diâmetro, a qual ainda é recoberta por fibras de 75 nm (ver figura). Esse microrganismo, descrito em 2011, no litoral do Chile, possui o maior genoma conhecido entre os vírus, com 1.250.00Continuar lendo “OS MAIORES E OS MENORES VÍRUS DO MUNDO”

A DESCOBERTA DOS VÍRUS

A primeira observação de microorganismos foi feita em 1674 pelo cientista holandês Antonie van Leeuwenhoek , ao utilizar um microscópio que ele mesmo construiu. Os menores organismos observados por Leeuwenhoek, foram as bactérias. As bactérias são muito maiores que os vírus, os quais não puderam ser observados na época e mesmo nos dois séculos seguintes,Continuar lendo “A DESCOBERTA DOS VÍRUS”

PAREIDOLIA

O que você vê nas figuras acima? Na realidade, temos apenas uma folha com buracos, relevos de uma rocha, nuvens, montanha em Marte, uma tomada e pimentões cortados, mas é inevitável que você enxergue rostos humanos. Esse fenômeno é chamado pareidolia. A pareidolia é a tendência de percebermos algo distinto e com significado a partirContinuar lendo “PAREIDOLIA”