POR QUE AS ESTRELAS CINTILAM E OS PLANETAS NÃO?

Podemos diferenciar um planeta de uma estrela por apresentarem trajetórias distintas no céu. No entanto, é possível reconhecer cada um desses astros observando atentamente a sua luz. As estrelas cintilam (piscam), ao passo que os planetas geralmente brilham continuamente. Para entendermos bem esse fenômeno basta sabermos o que é refração.

REFRAÇÃO

A luz se propaga no vácuo a velocidade de aproximadamente 300.000 km/s. Ao se propagar em outros meios ela sofre uma redução no seu valor. A luz possui velocidade discretamente menor no ar atmosférico. Na água a diferença é bem maior podendo ser de 225.000 Km/s e no óleo por volta de 205.000 km/s. A mudança de velocidade nesses diferentes meios causa uma desvio da direção do feixe de luz. É esse fenômeno que chamamos refração. Podemos constatar a refração fazendo o experimento abaixo:

O ar, a água e o óleo possuem densidades e índices de refração distintos. Ao mergulhar um lápis ou pincel com água e óleo podemos constatar os desvios do feixe de luz .

A atmosfera possui várias camadas de temperaturas e densidades. Bolsões de ar com temperatura e densidades diferentes possuem índices de refração distintos que causam desvios no trajeto do feixe de luz da estrela. Isso faz com que a luz da estrela viaje em zigue-zague através da atmosfera. Esses bolsões de ar se deslocam entre si e causam o efeito de piscar das estrelas.

Uma estrela parece piscar porque o seu feixe de luz, à medida que passa pela atmosfera, é curvado e distorcido devido a refração de camadas de temperaturas e densidades do ar que estão em movimento.

POR QUE OS PLANETAS NÃO CINTILAM?

Como as estrelas estão extremamente distantes da Terra elas são percebidas como pontos no céu. Esse estreito feixe é facilmente perturbado pela atmosfera turbulenta e refratária. A luz de um planeta também é refratada várias vezes na atmosfera. No entanto, por se tratar de um feixe mais largo, os zigue-zagues da luz de seu disco se anulam. Assim, o nosso cérebro interpreta isso como um brilho constante, sem cintilação.

As estrelas, extremamente distantes, são pontuais e as distorções de seu estreito feixe de luz na atmosfera são captadas por nossos olhos. Já os planetas estão próximos e a luz solar refletida neles atravessa a atmosfera em um feixe de luz muito mais espesso, não sendo afetado de forma tão perceptível pelos efeitos das distorções (refrações nas várias camadas de ar).

Portanto, as estrelas não piscam. A cintilação delas é apenas um efeito causado pela atmosfera. No espaço, fora da atmosfera terrestre, as estrelas apresentam um brilho constante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: